Minha lista de blogs

sábado, 1 de janeiro de 2011

SE...

Se todos os momentos
Fossem como antes,
Tão certos e
Inebriantes,
Não estaríamos cegos
E nem errantes,
Nem vacilantes nossos
Passos seriam!...
Se todos os sentimentos
Fossem incessantes,
Tão completos e
Vivificantes,
Não seríamos duros e
Nem obscuros nossos
Corações bateriam!...
Se todos os lamentos
Fossem como antes,
Tão curtos e
Gratificantes,
Não seríamos tão sérios e
Arrogantes,
Nem ignorantes nossos
Pés andariam!...
Se todos os momentos
Fossem como antes,
Tão carinhosos e
Aconchegantes,
Não estaríamos sós e
Choramingantes,
Mas nossos corações tão
Sofridos antes,
Neste exato instante
Se dariam!!!...


Willian Marques – 23, 25/06/95.  
          wmo@oi.com.br

2 comentários:

wagner disse...

Muito interessante a concepção deste poema! Excelente arquiquetação de palavras! Parabéns nobre poeta!

nara disse...

lindo poema
adorei